Monocristalino vs Policristalino

Postado em: BLOG | 01/05/2019 | 28 | 1
 - 1
A decisão acertada de economizar com a instalação de sistema de produção de energia solar por placas fotovoltaicas já foi tomada. Pois bem, agora as dúvidas começam a surgir, frente às opções que o mercado oferece, visando qualidade e custo. É comum os mercados procurarem oferecer um produto de qualidade com um preço justo, mas a opções de tecnologia não podem ser ignoradas na conta final. É possível encontrar os painéis solares monocristalinos e os policristalinos à venda, o que insere o comprador final em dúvidas quanto ao desempenho e o custo-benefício de ambos. A diferença está na composição do substrato de silício, material utilizado para a confecção das células e painéis solares. Um único cristal é utilizado para o tipo monocristalino, enquanto vários cristais compõem os policristalinos. As células solares maiores costumam produzir de maneira mais eficiente, o que significa uma produção de 10% a 15% melhor que os cristais pequenos usados nos painéis policristalinos. No entanto, o processo de fundição do silício para confecção dos painéis monocristalinos tem custo de 20% mais caro que o processo de feitio dos painéis policristalinos, isso refletirá no preço final. Por essa razão, no mercado encontra-se com maior facilidade os painéis policristalinos ou multicristalinos. Para saber qual é mais vantajoso, é preciso entender a real demanda de localização e dos parâmetros do projeto, além do custo empregado com a mão de obra e os custos da tarifa. Se a intenção é minimizar custos e o projeto de instalação visa uma área grande para posicionar as placas, bem como uma região com serviço de instalação e permissão mais em conta, o ideal é investir em painéis policristalinos. Já os painéis monocristalinos são ideais para locais pequenos e limitados para instalação dos painéis, pois a tecnologia monocristalina produz células mais eficientes, com maior produtividade e com bom desempenho até nos dias mais nublados. A viabilidade do projeto e seu rendimento em longo prazo é o que determina qual a melhor escolha, pois de nada adianta economizar na instalação do projeto e perder no investimento no transcorrer do prazo de vida útil de todo os sistema. E aí, já escolheu?
Compartilhe:

Comentários

Escreva um comentário antes de enviar

Houve um erro ao enviar comentário, tente novamente

Por favor, digite seu nome
Por favor, digite seu e-mail
Chama no Whats
Chama no Whats

Hepel Solar

online

Olá, como posso ajudar?